Ministra Dilma faz tratamento contra câncer linfático

Médicos disseram que nódulo de 2,5 cm foi retirado e era o único. Tratamento quimioterápico deve durar quatro meses.

Por Fernanda Calgaro, do G1, em São Paulo, 25/04/09 – 12h59

A ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), de 61 anos, informou neste sábado (25) que retirou um tumor de 2,5 cm em sua axila esquerda. Segundo seus médicos, o tumor era um linfoma, um câncer do sistema linfático (parte do sistema de defesa do organismo). Ele foi retirado para ser avaliado e, de acordo com a equipe médica, exames posteriores detectaram que ele era o único foco da doença no organismo.

Dilma deu entrevista com seus médicos Roberto Kalil Filho, Paulo Hoff e Yana Novis na tarde deste sábado no Hospital Sírio-Libanês em São Paulo.

Segundo os médicos, Dilma deve passar agora por quatro meses de quimioterapia preventiva para evitar o surgimento de novos nódulos. Para facilitar a administração dos medicamentos nesse período, ela passou por uma cirurgia de implantação de um cateter embaixo do braço direito.

Dilma Rousseff é considerada o principal nome do PT para a sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2010. Em 15 de abril, em entrevista à Rádio Globo, Lula disse: “Fazer minha sucessão é uma tarefa gigantesca. Todo mundo sabe que tenho intenção de fazer com que Dilma seja candidata do PT e dos partidos, mas se ela vai ganhar vai depender de cada brasileiro” (leia a notícia).

No entanto, a ministra não quis comentar o impacto do tratamento em uma eventual campanha eleitoral no próximo ano.

Apesar da quimioterapia, Dilma afirmou que não vai reduzir nem diminuir suas atividades. “Vou manter minha atividade como ministra no mesmo ritmo. Esse tratamento não implica que eu tenha que me retrair ao deixar de comparecer à minha atividade. Acredito que até vai ser um fator para me impulsionar. Na vida, a gente enfrenta desafios. Esse é mais um desafio”, disse.

“A quimioterapia é algo muito desagradável, mas como tantos homens e mulheres que enfrentam esse desafio e superam, eu tenho certeza que nesse caso que eu vou ter um processo de superação dessa doença”, afirmou a ministra.

 

Ipsis litteris do post original no G1! » Ministra Dilma faz tratamento contra câncer linfático

Prevenção ao Câncer de Mama

Sinais e sintomas de câncer de mama:

1 – Aparecimento de um nódulo ou de um espessamento da mama, ou próximo a ela, na região da axila

2 – Alteração no tamanho ou na forma da mama

3 – Alteração no aspecto da mama, areóla ou mamilo

4 – Evidência de secreção através do mamilo, sensibilidade mamilar, coceira, ou retração do mamilo (prá dentro da mama)

5 – Enrugamento ou endurecimento da mama(a pele d mama adquire um aspecto de casca de laranja

6 – Mama mais esticada ou abaulada em algum ponto. Aparecimento de vermelhidão ou outra alteração na pele

7 – Diferentes sensações na mama como dor, calor, inchaço e rubor
Fonte: Oncoguia

Previna-se! Faça sempre o auto-exame das mamas. Se toque!

 

Prevenção 1

O que é o Câncer de Mama?

Câncer de mama PB ou cancro da mama PE é o câncer do tecido da mama. Mundialmente, é a forma mais comum de câncer em mulheres – afetando, em algum momento de suas vidas, aproximadamente uma em cada nove a uma em cada treze mulheres que atingem os noventa anos no mundo ocidental. É a segunda maior causa fatal de câncer em mulheres (depois do câncer de pulmão), e o número de casos vem crescendo significativamente desde 1970, um fenômeno parcialmente culpado pelo estilo de vida moderno do mundo ocidental. Uma vez que o peito é composto por tecidos idênticos em homens e mulheres, o câncer da mama também ocorre em homens, embora estes casos sejam menos de 1% do total de diagnósticos.

Tipos Carcinoma-Câncer lobular-começa nos bulbos(pequenos sacos)que produzem o leite; Câncer dos ductos-forma-se nos ductos que levam o leite dos lóbulos para o mamilo(papila). Sarcoma Forma-se nos Tecido conjuntivo. Assim como qualquer tipo de câncer, o câncer de mama pode se espalhar para outras partes do corpo, ocorrendo a chamada metástase. Por esta razão, é muito importante detectá-lo o quanto antes, principalmente nos estágios iniciais, aumentado assim, as chances de tratamento não agressivo e de cura. Em casos mais avançados, aconselha-se a quimioterapia como forma de combate ao tumor.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O que é o Câncer do Intestino?

O câncer do intestino grosso, chamado também de tumor do cólon e do reto ou colorretal, é uma doença que pode ser evitada. Trata-se de um dos tumores mais freqüentes entre homens e mulheres no mundo ocidental.

É o quinto câncer mais diagnosticado no Brasil, e o segundo na região sudeste. Quando descoberto tardiamente pode ser fatal. Quase metade dos pacientes com este câncer ainda morre em menos de 5 anos após tratamento. Por isso é tão importante a sua detecção precoce, quando a possibilidade de cura é grande. Quando detectado no começo, a sobrevida ultrapassa 90%